A palavra que escolhi para 2018

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

fonte:pinterest

Desde as resoluções de ano novo que penso nisto: adotar uma palavra que me guie neste ano novo e que caracterize a base para realizar os meus objetivos. 

Em 2017 foi uma trapalhada. Estava meio perdida, à deriva, e como se não bastasse, aconteceram coisas que "tiraram o meu chão". 

Pois bem, este ano vou virar o meu foco para a realização e desenvolvimento pessoal. Sinto que tenho que crescer enquanto pessoa depois de tudo o que se passou e, agora que consegui um tempinho extra, quero enriquecer também em conhecimento. É importante sabermos ouvir o nosso interior para irmos atrás daquilo que precisamos. Com dedicação, esforço e força de vontade conseguimos alcançar os nossos objetivos. E, como velhos hábitos não abrem novas portas, decidi que preciso dar novos passos e criar novos hábitos - como todos pensamos assim que chega dia 1 de janeiro. Este é o exercício ideal de ano novo, não há nada de errado em pensarmos assim, a única coisa que se tem de mudar é o facto de perdermos a força antes de chegarmos sequer a meio do ano. 

Acham que ainda vou a tempo? Numa folha em branco coloquei as palavras chave dos meus planos correntes e os que queria iniciar. Das palavras chave juntei tudo e tentei descobrir o que precisava de fazer para concluir cada um. E voilá, REALIZAÇÃO tornou-se numa prioridade. Realização pessoal, aprender o mais que posso, tirar cursos, formações e ir a workshops. Iniciar novos hobbies que tenho andado a adiar e que me enriquecem enquanto pessoa. E, não só, iniciar projetos que têm andado a pairar na minha cabeça há meses. Tudo isto sugere um grande desenvolvimento pessoal. 

Realização é a palavra que irá acompanhar-me ao longo de 2018. 

E a vossa?

Join the conversation!

Instagram

© Joana Rito | O Blog. Design by FCD.