Na estante: Comer, Orar, Amar

segunda-feira, 16 de abril de 2018



Aos 34 anos, Elizabeth Gilbert, escritora premiada e destemida jornalista da GQ e da SPIN, descobre que afinal não quer ser mãe nem viver com o marido numa casa formidável nos subúrbios de Nova Iorque e parte sozinha numa viagem de 12 meses com três destinos marcados: o prazer na Itália, o rigor ascético na Índia, o verdadeiro amor na Indonésia. Irreverente, espirituosa, senhora de um coloquialismo exuberante, Elizabeth não abandona um minuto a sua auto-ironia e conta-nos tudo acerca desta fuga desesperada ao sonho americano que começou no momento em que encontrou Deus.Quando fez 30 anos, Elizabeth Gilbert tinha tudo o que uma mulher americana formada e ambiciosa podia querer: um marido, uma casa, uma carreira de sucesso. Mas em vez de estar feliz e preenchida, sentia-se confusa e assustada. Depois de um divórcio infernal e de uma história de amor fulminante acabada em desgraça, Gilbert tomou uma decisão determinante: abdicar de tudo, despedir-se do emprego e passar um ano a viajar sozinha. "Comer na Itália, Orar na Índia e Amar na Indonésia" é uma micro-autobiografia desse ano.
O projecto de Elizabeth Gilbert era visitar três lugares onde pudesse desenvolver um aspecto particular da sua natureza no contexto de uma cultura que tradicionalmente se destacasse por fazê-lo bem. Em Roma, estudou a arte do prazer, aprendeu a falar Italiano e engordou os 23 kilos mais felizes da sua existência. Reservou a Índia para praticar a arte da devoção. Com a ajuda de um guru nativo e de um cowboy do Texas surpreendentemente sábio, Elizabeth empenhou-se em quatro meses de exploração espiritual ininterrupta. Em Bali, aprendeu a equilibrar o prazer sensual e a transcendência divina. Tornou-se aluna de um feiticeiro nonagenário e apaixonou-se da melhor maneira possível - inesperadamente.


Decerto de que este livro nos transporta por caminhos ainda não explorados na nossa mente e coração como quem adormece a meio da viagem e, ao acordar, se depara com um destino que até então desconhecia. E decerto de que este é um livro sobre viagens. Viagens para lugares, culturas e pessoas diferentes. Viagens espirituais, dentro de nós, para lugares, visões e, quem sabe, pessoas diferentes.

O prazer, a devoção e o amor. São as três características que imperam neste livro que se divide em três. Lê-lo foi fácil, a cada página acrescentava um novo local na minha mente para ver as coisas mundanas de outra perspetiva. Desde o início, acabei por me identificar com a autora, com a sua espiritualidade, os amores difíceis e até o facto de fazer anos exatamente dez dias após o meu aniversário, partilhando o mesmo signo do zodíaco. Viajei com ela e sinto que sou uma pessoa diferente, transformada, porque, afinal, os livros têm esse poder sobre nós. Viajei com ela, e ao virar cada página ansiava um dia conhecer tudo o que os seus olhos já viram e que está agora desenhado por palavras no livro que me acompanhou não mais do que um par de semanas. Não controlei num único dia sequer se já estava perto do final da minha viagem e, apenas de repente, tinha acabado de ler aquele que viria a ser o livro com que mais me identifiquei em toda a minha vida de leituras até hoje.

Join the conversation!

  1. Recomendaste me o livro e coloquei-o na lista. Como mencionei na tua fotografia no Instagram, quando vi de passagem o filme não gostei, dai querer ler o livro primeiro e dar-lhe assim uma oportunidade. Adorei a tua review! Beijinhos <3

    https://www.bycarolina.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alô! Pois, já ouvi dizer que o filme não presta. Não sei, tenho que o ver. Mas o livro? O livro presta. Muito!Lê-se bem e é interessante de todas as perspetivas.

      Eliminar
  2. Comprei este livro ainda em Outubro juntamente com outros 4. Começarei a lê-lo na próxima semana!
    Já te seguia no Instagram há algum tempo, mas só agora encontrei o teu cantinho da Blogosfera!
    Ainda gostei mais de ti! Pela tua forma de te expressares, pela tua honestidade. Pelas tuas fotografias maravilhosas e que aconchegam o coração e por transmitires uma genuinidade muito característica!
    Continuarei deste lado a acompanhar-te!
    Um beijinho grande*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um muito obrigada Carolina, fico tão contente com comentários destes 🙏 um beijinho

      Eliminar

Instagram

© Joana Rito | O Blog. Design by FCD.