Talvez a solução seja beber mais água

quinta-feira, 28 de junho de 2018

.

Há inúmeros problemas com os quais nos deparamos diariamente em que a solução está, muitas das vezes, à nossa frente: a hidratação. Não é por acaso que temos que ter sempre uma garrafa de água connosco. A água traz a maior parte dos benefícios ao nosso corpo e, a falta dela, pode estar a originar os diversos problemas com que lidamos. Além da sede, o corpo manifesta-se de muitas outras formas. A revista Cosmopolitan e o site de lifestyle Little Things divulgaram alguns dos sintomas mais comuns que sentimos quando estamos desidratados.

Quanto tens demasiada sede

A desidratação afeta a concentração de eletrólitos no corpo, que ajudam não só a regular as funções dos músculos e dos nervos, como também o funcionamento do metabolismo. Quando os rins sentem a falta de água no organismo, o cérebro aciona a sede como resposta e alerta para a extrema necessidade de hidratação.

Dores de cabeça e cansaço

Facto: para o cérebro funcionar em plenitude, o organismo tem de estar hidratado. São várias as vezes em que procuramos por alimentos que dão energia, mas a água é um elemento fundamental para se sentir mais proativo. Se estiveres desidratado, o trabalho das enzimas (que ajudam o processo metabólico do corpo) começa a falhar e é normal que sintas dores de cabeça e tonturas.

Asma e alergias

Sabias que enquanto respiras estás a perder água? Sim, isto acontece, mas em forma de vapor (é por isso que é possível embaciar uma janela com a respiração). Quando o estado de desidratação já é elevado, o corpo armazena o máximo de água possível e fecha as vias respiratórias, o que leva, consequentemente, à dificuldade em respirar normalmente.
Além disto, as mucosas da boca começam a secar, a garganta começa a ficar irritada e o nosso organismo começa a produzir mais histamina – uma substância produzida para atuar contra a alergias.

Problemas de pele

Antes de mudares de creme, pensa que o problema da sua pele poderá vir da desidratação. É através da urina e do suor que o corpo liberta a maioria das toxinas. Por isso, se urinares pouco, a acumulação desta substância pode trazer vários problemas.
A secura da pele é um dos principais sintomas e, consequentemente, poderá levar a várias infeções ou inflamações, como eczemas.

Problemas nas articulações

Para as articulações funcionarem normalmente têm de ter um líquido chamado sinovial que ajuda os ossos, músculos, ligamentos e tendões a trabalharem normalmente e a corresponderem a qualquer exercício. É constituído essencialmente por água e, por isso, a sua escassez afeta todos estes tecidos.

Aumento de peso

A água pode ajudar a manter o peso ou a perdê-lo. Quando as células estão privadas de energia é normal que sintas cansaço e isto poderá levar-te a comer. Na verdade, por vezes, basta beber água.
A água gelada, por exemplo, dá um boost de energia ao corpo e faz com que a comida seja processada de forma mais eficiente.

Envelhecimento precoce

Tal como o Little Things escreve, imagina o teu corpo como uma planta. Sem água suficiente, as folhas começam a secar e a ficar com um aspeto ressequido. O corpo funciona da mesma forma. Sem água, a pele e outros órgãos vão começar a “murchar” e a envelhecer prematuramente.
É claro que isto leva ao aparecimento de rugas e à descoloração da pele.

Irritação constante

É possível que te sintas irritado, confuso e mais ou menos farto de tudo. Ao invés de culpar o trabalho, a família ou o/a namorado/a, a solução pode passar simplesmente por beber água. A desidratação leva à baixa pressão arterial e isto faz com que o sangue e oxigénio não cheguem ao cérebro.

Join the conversation!

  1. Eu acho mesmo que beber mais água faz toda a diferença, eu pelo menos sinto-me mais desperta.

    ResponderEliminar

Instagram

© Joana Rito | O Blog. Design by FCD.