Na estante: À Procura De Alaska

julho 29, 2018

Na escuridão atrás de mim, ela cheirava a suor, luz do sol e baunilha, e, nessa noite de pouco luar, eu pouco mais podia ver além da sua silhueta, mas, mesmo no escuro, consegui ver-lhe os olhos - esmeraldas intensas. E não era só linda, era também uma brasa."Alaska Young. Lindíssima, esperta, divertida, sensual, transtornada… e completamente fascinante. Miles Halter não podia estar mais apaixonado por ela. Mas, quando a tragédia lhe bate à porta, Miles descobre o valor e a dor de viver e amar de modo incondicional.Nunca mais nada será o mesmo. 


Este livro é tão real. Dei por mim com eles, à procura de Alaska. Gostei tanto desta história. Não foi apenas uma grande incógnita para Miles, foi também para mim, quando pensava que já sabia o que se iria passar a seguir, a surpresa vinha a cada página seguinte, e na seguinte, e na seguinte, até ao fim. É uma leitura tão boa, que sentimos o entusiasmo de um adolescente no auge da vida, como o vazio do que é perder alguém num segundo. Faz-nos pensar, sabem? Mais uma vez, sobre o que é inevitável na vida. Eu só tenho queda para livros destes. Mas este livro, valeu tanto a pena...

- Deixo-vos com os meus excertos favoritos - 

"Mas, por agora, pelo menos conhecia pessoas assim, e elas precisavam de mim, tal como os cometas precisam das caudas."

"Passamos a vida inteira encurralados no labirinto, a pensar em como sairemos dele um dia e em como será espetacular, e a imaginar que o futuro nos mantém a andar, mas nunca de lá saímos. Limitamo-nos a usar o futuro para fugir ao presente."

"Por isso voltei para o meu quarto e deixei-me cair no beliche de baixo, pensando que, se as pessoas fossem chuva, eu seria um chuvisco e ela um furacão."

"É um medo como o de alguém que perdeu os óculos e foi ao oculista e aí disseram-lhe que já não havia óculos no mundo e que teria de viver sem eles."

"Que diabo é instantâneo? Nada é instantâneo. O arroz instantâneo demora cinco minutos, o pudim instantâneo uma hora. Duvido que um instante de dor pungente dê uma sensação particularmente instantânea."

1 comentário:

Com tecnologia do Blogger.